Inktober 2017 -parte 1

O inktober é um acontecimento online criado pelo ilustrador Jake Parker, criado para ser um desafio artístico pelo próprio ilustrador, para melhorar as habilidades. É um desafio para ilustrar todos os dias de outubro, usando qualquer tipo de tinta, podendo ter um rascunho a lápis. Desde que foi criado, as pessoas aderiram e hoje é um dos maiores acontecimentos online de arte criado pelos próprios artistas. Existe uma lista oficial, caso queira acompanhar, mas a ideia é ser bem livre e usar o mês para melhorar o traço.

Meu inktober

Esse inktober é o primeiro que eu tenho TEMPO para fazer. Todos os outros anos eu começava bem e não acabava, por mil motivos. Dessa vez eu tenho tempo e to fazendo direito. Não digo todas, mas a maior parte das ilustras serão feitas com aquarela, porque é minha técnica favorita. E tropecei no primeiro dia, mas logo no começo do dia 2 eu tive uma ideia.

Inktober dia 1 ainda sem definição

De repente, eu quis ilustrar as “Coisas que gosto de fazer”. Situações cotidianas e especiais que passamos e que gostamos. Quase como hobbies. Nem todos serão hobbies, mas como gosto de fazer, será ilustrado. E também não criei uma lista. Eu estou rascunhando poses e situações no meu sketchbook e aquelas que gosto mais estão virando as aquarelas. E o mais engraçado é que tem bastante comida.

E também comecei o inktober sabendo que queria desenhar minhas bonecas fofas. Já me distanciei muito daquele traço de moda, manequim magra e “padrão”. Queria usar minhas bonequinhas achatadas e gordinhas, podendo pintar como e quando quisesse. Além disso estou me esforçando para criar a maior representatividade possível. Por isso, não me prendi a “me desenhar” mas imaginei que alguém compartilha dos meus hobbies e por isso quero cabelos e peles das mais variadas cores. Até azul avatar.

Inktober dia 2: Das coisas que gosto: experimentar novos sabores

Experimentar novos sabores

Como estou na Holanda, tem todos os sabores novos para experimentar. A parte engraçada é: eu amo fazer isso. Adoro pegar um novo sabor, principalmente se for de doces. O mais comum aqui é torta de maçã e stroopwafel (um wafer recheado de caramelo com especiarias que é bom demais).

Inktober dia 3: Das coisas que gosto: ouvir músicas

Ouvir músicas

Sim, ouvir músicas é um hobby de muitas pessoas. Eu gosto de achar um canto bem confortável, me entupir de almofadas, colocar o fone e esquecer que o mundo existe. Eu gosto de ouvir a música, sem estar fazendo outras coisas ao mesmo tempo. E fones bons mudam todas as experiências musicais anteriores.

Inktober dia 4: Das coisas que gosto: cozinhar

Cozinhar

Eu sempre gostei de cozinhar. Até meus 20 anos eu só gostava de fazer doces. Bolos, mousse, tortas, cupcakes. A partir daí comecei a me aventurar nos salgados. E hoje sei me virar. Sem ser MasterChef porque eu morro de preguiça de cozinhar. Mas quando dá vontade, eu faço do começo ao fim (pergunte a todo mundo que ja dediquei o dia inteiro para fazer um bolo de aniversário). Por causa disso eu ja considerei fazer um curso de confeitaria, por puro hobby.

Inktober dia 5: Das coisas que gosto: desenhar

Desenhar

Eu achei esse bem óbvio e mesmo assim foi a ilustração que mais me diverti fazendo. Fiquei tentando me imaginar desenhando, as poses que faço, habitos estranhos que só desenhistas entendem (tenho o tic nervoso de enfiar o grafite pra dentro da lapiseira toda vez q paro de usar ela; vai usar, ponho o grafite pra fora, uso, põe pra dentro, guarda). Eu não fico com a língua pra fora mas achei fofo colocar isso no desenho.

Inktober dia 6: Das coisas que gosto: sorvete

Sorvete

Eu amo sorvete. Tomo sorvete até no inverno, no calor, no frio, com faringite. É uma das minhas sobremesas favoritas. Quer me conquistar, é só aparecer com sorvete. Gosto muito dos sabores normais, mas onde eu morava (Campinas-SP) tinha uma sorveteria que fazia o Leite Ninho Trufado como ninguém (#saudadessergel).

Inktober dia 7: Das coisas que gosto: ler

Ler

Ler e ter livros. Livros físicos, papel e com cheiro de novo. Eu passava os dias lendo quando era mais nova (leia-se quando tinha tempo livre). A faculdade tirou esse hobby do meu dia a dia, pois era ler 2 parágrafos, eu caía no sono, de cansaço. Voltei a ler depois de formada mas não com o mesmo pique e agora demoro 3 meses para ler um livro todo (o que eu fazia em no máximo 2 semanas). E, graças a mudança de país, eu me rendi ao Kindle. Ainda não gosto, mas da pra carregar todos os livros nele, então é bem prático.

Inktober dia 8: Das coisas que gosto: arco iris

Arco Iris

Pensa na pessoa que corre pra janela quando a chuva diminui de intensidade. Prazer, eu. Caçadora de arco iris, não pelo pote de ouro no fim do arco iris, mas só pela beleza do mesmo. Me sinto “renovada” quando vejo um arco iris, como se acordasse as cores aqui dentro. Mas só dentro, por fora eu ainda visto preto todos os dias.

Inktober dia 9: Das coisas que gosto: fotografar

Fotografar

Não sou das selfies pelo simples fato de não achar minha cara bonita. Mas adoro fotografar as coisas, por onde passo, o que eu como, o que eu vejo. Deve ser um olhar de artista, ou um hobby estranho de gostar de analisar a cartela de cor das fotos tiradas. Por isso eu acabo tendo foto de lugares random, detalhes, janelas, flores. Basicamente, de coisas ao meu redor.

Inktober dia 10: Das coisas que gosto: unicórnios

Unicórnios

Sim, eu amo unicórnios e os usarei até o fim da vida. Tenho pijama, roupa, pantufas e meu emoji favorito é o de unicórnio. E ainda quero um monte mais de coisas. Fato: na Europa eles não pensam se o unicórnio é para adulto ou criança, então a variedade de unicórnios é bem grande. E só vejo adultos usando unicórnios por aí.

 

Espero que vocês curtem meu estilo e ilustrações fofas! Alguma sugestão?

Save

Save

Save

Save

Leave a Reply